zylom jogos

Estrutura que abrigará Olimpíada do Conhecimento, em Belo Horizonte, já está pronta

Além da área de 15 mil metros quadrados construída dentro do Expominas, foram erguidas tendas navais nos estacionamentos para abrigar o maior evento de educação profissional já realizado nas américas

A infraestrutura deste ano é 50% maior que a montada para a edição anterior da Olimpíada, realizada em 2012, no Pavilhão Anhembi, em São Paulo

O espaço de 110 mil metros quadrados que receberá a 8ª edição da Olimpíada do Conhecimento, em Belo Horizonte (MG), já está estruturado. Além da área de 15 mil metros quadrados construída dentro do Expominas, foram erguidas tendas navais nos estacionamentos para abrigar o maior evento de educação profissional já realizado nas américas. Entre os dias 3 e 6 de setembro, o local vai receber mais de 800 competidores em 58 ocupações de nível técnico da indústria, do setor de serviços e da agropecuária. A próxima semana – uma antes da competição – está reservada para a montagem dos equipamentos utilizados nas provas. 

A Olimpíada do Conhecimento ocorre a cada dois anos e reúne jovens formados de cursos de educação profissionais dos Serviços Nacionais de Aprendizagem Industrial (SENAI) e Comercial (Senac). Este ano, vai incluir também estudantes dos Instituto Federais de Tecnologia. Nas provas, eles realizam tarefas semelhantes às que enfrentariam em situações reais do dia a dia do mundo do trabalho e seu desempenho estabelece o padrão de excelência das práticas das ocupações e serve para avaliar a formação técnica oferecida pelas instituições de educação. 

A infraestrutura deste ano é 50% maior que a montada para a edição anterior da Olimpíada, realizada em 2012, no Pavilhão Anhembi, em São Paulo, que tem uma área de 77 mil metros quadrados. Lá, havia 800 toneladas de equipamentos, 100 a menos do que está previsto para Belo Horizonte. Entre as novidades do que a capital mineira receberá, estão duas turbinas de avião, um helicóptero, seis estações geodésicas e um ambiente no qual ficarão 16 novilhas. Essas últimas serão utilizadas nas provas de agrimensura e inseminação artificial, uma novidade desta edição. 

SEGURANÇA E CONFORTO - De acordo com o gerente de educação e tecnologia do SENAI Minas, Edmar Alcântara, que trabalha com a montagem do espaço, o maior desafio foi conseguir atender a toda a necessidade com a nova estrutrura. “As tendas são seguras e climatizadas para o conforto de quem estiver na Olimpíada e também para garantir o funcionamento dos aparelhos”, explica. 

Enquanto o pavilhão e as tendas ainda não estavam prontos, o material enviado por equipes de todo o país era armazenado em um centro de logística em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. No local de 12 mil metros quadrados, alugado especialmente para a Olimpíada do Conhecimento, 175 pessoas, entre eles 80 voluntários, ficaram responsáveis por receber, triar e separar tudo o que vai ser utilizado na competição. "Agora, temos dez dias para montar tudo dentro do Expominas", calcula Alcântara. 

Relacionadas

Leia mais

Skank abre a programação da Olimpíada do Conhecimento em Belo Horizonte
VÍDEO: Veja como os projetos de robótica estimulam estudantes da Bahia, São Paulo e Goiás
Educação profissional é o destaque na Praça do Conhecimento em Belo Horizonte

Comentários

zylom jogos Mapa do site